quinta-feira, 4 de novembro de 2010

QUAL A IMPORTÂNCIA DE SE ESTUDAR A CULTURA AFRO-BRASILEIRA.

Que brasileiro pode afirmar com certeza que não tem nenhum antepassado negro em sua família? Pouquíssimos. A presença do negro no Brasil, desde o século, é muito intensa, e dispersa por todas as regiões do Brasil.

Trazidos forçadamente da África para o Brasil pelos portugueses a população negra compõe física e culturalmente a identidade brasileira. Ou seja, o brasileiro é formado pela miscigenação de negros, brancos europeus e indígenas nativos e nossa cultura é um rico mosaico de todas as culturas ligadas a esses grupos étnicos (portugueses, índios, negros de diversas origens da áfrica, italianos, espanhóis, alemães, japoneses, entre outras nações culturais). Da África vieram ao Brasil negros de várias áreas do continente e de muitas culturas, como nagôs, minas e angolas, além de outros.

Os traços culturais destas populações estão presentes hoje em nossa cultura. Nas diversas formas de expressão cultural, na dança, na música, nas artes plásticas, no artesanato, em tudo. Está também, na religião, na culinária, no modo de vestir, enfim, no nosso modo de vida.

Por muito tempo, devido à opressão exercida pela sociedade, culturalmente elitizada pelos membros da elite, supostamente, de origem branca-européia, marginalizamos a cultura afro-brasileira tanto na escola, como em nossa vida. No entanto, de alguns anos para cá estamos revertendo esse quadro, mas ainda há muito a fazer. Devemos repensar nossa concepção de História do Brasil, da Cultura Brasileira, sobre quem são nossos heróis e que formas de manifestações culturais valorizamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É MUITO BOM TER SEU COMENTÁRIO, LOGO ELE ESTARÁ PUBLICADO.
OBRIGADO.

Postar um comentário

VISITAS

Contador de visitas